Não consigo emagrecer! 8 erros na Dieta Low-Carb

perda de peso sofrimento
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Dietas com pouco carboidrato são muito eficazes. Isso é um fato científico. No entanto, como em qualquer dieta, as pessoas às vezes param de emagrecer antes de atingirem o peso desejado.

Aqui estão as 8 principais razões pelas quais você pode não estar perdendo peso com uma dieta low-carb.

 

1 – Você está perdendo gordura, você simplesmente não está percebendo

 

A perda de peso não é um processo linear. Se você se pesar todos os dias, haverá dias em que a balança diminuirá e outros dias em que ela subirá. Isso não significa que a dieta não está funcionando, desde que a tendência geral esteja caindo.

Muitas pessoas perdem muito peso na primeira semana com uma dieta baixa em carboidratos, mas é principalmente peso de água. A perda de peso diminuirá significativamente após esta fase inicial. Obviamente, perder peso não é o mesmo que perder gordura. É possível, especialmente se você estiver praticando musculação e se for novo no processo, poderá estar ganhando músculo ao mesmo tempo em que está perdendo gordura.

Para ter certeza de que está perdendo, use algo diferente da balança. Use uma fita métrica para medir a circunferência da cintura e faça com que o percentual de gordura corporal seja medido a cada mês. Além disso, tire fotos. Perceba se suas roupas estão se ajustando melhor no seu corpo. Se você está parecendo mais magro e com suas roupas mais folgadas, está perdendo gordura, não importa o que a balança diz. Seja paciente e use outras maneiras de medir além da balança.

 

2 – Você não está reduzindo bastante os carboidratos

 

Algumas pessoas são mais sensíveis ao carboidrato do que outras. Se você está comendo uma dieta baixa em carboidratos e seu peso começa a subir, você pode reduzir ainda mais os carboidratos. Nesse caso, consuma menos de 50 gramas de carboidratos por dia. Quando você ingere menos de 50 gramas por dia, terá que eliminar a maioria das frutas da sua dieta, embora possa comer morangos, mirtilos, framboesas e amoras em pequenas quantidades. Se isso também não funcionar, ficar abaixo de 20 gramas temporariamente pode funcionar. Então você está comendo apenas proteínas, gorduras saudáveis ​​e folhas de vegetais verdes.

Para ter certeza de que você está realmente comendo uma alimentação baixa em carboidratos, tenha certeza de rastrear os seus macronutrientes, você pode fazer isso usando um celular ou registrando todos os alimentos que você come por um tempo.

3 – Você está estressado o tempo todo

 

Infelizmente, nem sempre é suficiente apenas comer saudável e se exercitar. Você precisa garantir que seu corpo esteja funcionando de maneira ideal e que seu ambiente hormonal seja favorável. Estar estressado o tempo todo mantém o corpo em constante estado de “luta ou fuga” – com níveis elevados de hormônios do estresse, como o cortisol.

Ter níveis cronicamente elevados de cortisol pode aumentar sua fome e desejo por alimentos não saudáveis. Se você deseja reduzir o estresse, tente meditar e exercitar a respiração profunda. Reduza as distrações, como notícias on-line, e leia mais livros. O estresse crônico pode ter efeitos negativos no seu ambiente hormonal, tornando-o mais faminto e impedindo-o de perder peso.

 

4 – Você não está comendo comida de verdade

 

Uma dieta baixa em carboidratos é mais do que apenas diminuir a ingestão de carboidratos. Você precisa substituir esses carboidratos por alimentos reais e nutritivos. Jogue fora todos os produtos com baixo teor de carboidratos processados, como as barras de cereais, pois elas não são alimentos de verdade e não são boas para sua saúde.

Atenha-se a carnes, peixes, ovos, vegetais e gorduras saudáveis ​​se precisar perder peso. Além disso, “guloseimas”, como biscoitos paleo e brownies, podem causar problemas, mesmo sendo feitos com ingredientes saudáveis. Eles devem ser considerados guloseimas ocasionais, não algo que você come todos os dias.

Também é importante comer gordura suficiente. Se você tentar reduzir os carboidratos e a gordura ao mesmo tempo, ficará com muita fome e se sentirá mal. Comer uma dieta com nada além de proteína é uma péssima idéia. Uma alimentação baixa em carboidrato, alta em gordura e moderada em proteína é um ótimo caminho a seguir, se você quiser entrar em cetose, que é o ambiente hormonal ideal para queimar gordura corporal. Você precisa substituir os carboidratos por alimentos nutritivos e reais. Para perder peso, atenha-se a carnes, peixes, ovos, gorduras e vegetais saudáveis.

 

5 – Você está comendo muitas nozes

 

Nozes são alimentos reais, não há dúvida sobre isso. Elas também são muito ricas em gordura. Por exemplo, cerca de 70% das calorias das amêndoas são provenientes de gordura. No entanto, as nozes são muito fáceis de comer demais. Sua crocância e alta densidade de energia permitem que você coma grandes quantidades delas sem se sentir satisfeito.

Pessoalmente, posso comer um pacote de nozes e ainda não me sentir satisfeita, mesmo que este pacote contenha mais calorias do que uma refeição. Se você está comendo nozes todos os dias (ou pior, as famosas pastas de amendoim, castanha ou amêndoas), é provável que você esteja comendo muitas calorias. As nozes têm uma densidade energética muito alta e são fáceis de comer demais. Se você está constantemente comendo lanches, tente eliminá-los e faça uma refeição completa ao invés de lanches.

 

6 – Você não está dormindo o suficiente

mulher cansada dormindo

O sono é incrivelmente importante para a saúde em geral, e estudos mostram que a falta de sono se correlaciona com o ganho de peso e a obesidade. A falta de sono pode fazer você se sentir mais faminto. Também o deixará cansado e menos motivado para se exercitar e comer de forma saudável.

O sono é um dos pilares da saúde. Se você estiver fazendo tudo certo, mas ainda não conseguir dormir adequadamente, não verá os resultados esperados. Se você tem um distúrbio do sono, consulte um médico, pois você pode tratar este problema facilmente.

Algumas dicas para melhorar o sono:

Evite cafeína depois das 14h. Durma em completa escuridão. Evite álcool e exercício físico nas últimas horas antes de dormir. Faça algo relaxante antes de dormir, como ler. Tente ir dormir no mesmo horário todas as noites.

O sono é absolutamente crucial para a saúde ideal. Estudos mostram que a falta de sono pode fazer você comer mais e ganhar peso.

 

7 – Você está comendo muitos laticínios

 

Alguns produtos lácteos, apesar de serem baixos em carboidratos, ainda são bastante ricos em proteínas. As proteínas, como os carboidratos, podem aumentar os níveis de insulina, que direcionam a energia para o armazenamento.

As proteínas lácteas podem aumentar a insulina tanto quanto o pão branco. Mesmo que você pareça tolerar bem os produtos lácteos, ingeri-los com frequência pode causar picos de insulina, isso pode ser prejudicial à adaptação metabólica que precisa ocorrer para colher todos os benefícios das dietas low-carb. Neste caso, evite o leite e reduza o queijo, iogurte e creme. A manteiga é boa, pois é muito pobre em proteínas e lactose e, portanto, não aumenta a insulina.

A composição de aminoácidos das proteínas do leite faz com que elas produzam insulina com bastante eficácia. Tente comer menos laticínios.

 

8 – Você não está se exercitando direito (ou nem está se exercitando)

mulher caminhando atividade fisica keto

Você não deve se exercitar com o objetivo de queimar calorias. As calorias queimadas durante o exercício geralmente são insignificantes e podem ser facilmente alcançadas com algumas mordidas extras de comida na próxima refeição.

No entanto, o exercício é fundamental para a saúde física e mental. O exercício pode ajudá-lo a perder peso, melhorando sua saúde metabólica, aumentando sua massa muscular e fazendo você se sentir incrível. Mas é importante fazer o tipo certo de exercício. É improvável que nada além de exercícios aeróbicos na esteira lhe dê bons resultados e fazer muito pode até ser prejudicial.

Musculação: Isso melhorará bastante seu ambiente hormonal e aumentará sua massa muscular, o que ajudará você a perder peso a longo prazo.

HIIT (treinamento intensivo com poucos intervalos): fazer intervalos de alta intensidade é uma excelente forma de cardio que aumenta seu metabolismo e aumenta seus níveis de hormônio do crescimento humano.

Baixa intensidade: Ser ativo e fazer algum trabalho de baixa intensidade como caminhar é uma ótima idéia. O corpo humano foi projetado para se mover, e não sentar em uma cadeira o dia todo.

O tipo certo de exercício melhora seus hormônios, aumenta sua massa muscular e faz você se sentir incrível.

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin

Saiba de TUDO o que acontece no mundo Low-Carb

Receba Dicas, Receitas, Novidades e Podcasts no seu e-mail.

0
O que você achou? Comenta aqui!x
()
x
×

Tópicos