Os 5 melhores adoçantes em uma dieta low-carb

diferentes tipos de açúcar
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest

Adoçantes naturais são um ingrediente essencial em muitas receitas de baixo teor de carboidratos. Cortar o açúcar pode ser bastante assustador para qualquer pessoa que está acostumada a adicioná-lo para adoçar tudo, desde café até lanches e sobremesas. Felizmente, existem vários adoçantes que são baixos em carboidratos que você pode desfrutar. Aqui estão alguns dos 5 melhores adoçantes em uma dieta lowcarb.

 

1 – Stevia

 

A estévia é derivada das folhas da planta sul-americana Stevia rebaudiana, que faz parte da família do girassol. Não tem calorias nem carboidratos. Não aumenta o açúcar no sangue ou os níveis de insulina. Parece ser seguro, com baixo potencial de toxicidade. O Stevia está disponível na forma líquida e em pó e pode ser usado para adoçar tudo, de bebidas a sobremesas. No entanto, por ser muito mais doce que o açúcar comum, podendo chegar a ser 200-350 vezes mais doce do que o açúcar de mesa. Para cada xícara (200 gramas) de açúcar, substitua apenas 1 colher de chá (4 gramas) de estévia em pó.

Os adoçantes de estévia são usados em bebidas e alimentos como refrigerantes, sucos, laticínios, frutas enlatadas, xaropes e condimentos. Por serem estáveis em altas temperaturas, os adoçantes de estévia podem ser usados em produtos de panificação. No entanto, um alimento que contém adoçantes de estévia pode ser ligeiramente diferente em aparência, textura e sabor do mesmo alimento feito com açúcar, pois o açúcar contribui para a estrutura e textura dos alimentos.

2 – Sucralose

 

A Sucralose é um adoçante sem calorias usado em bebidas sem adicionar calorias ou carboidratos. É feito a partir de um processo que começa com o açúcar de mesa normal (sacarose); no entanto, a Sucralose não é açúcar. É um adoçante sem calorias que é cerca de 600 vezes mais doce que o açúcar. Embora a Sucralose forneça doçura, sua estrutura impede que as enzimas do trato digestivo a quebrem. A Sucralose mais consumida (cerca de 85 por cento) não é absorvida. Da pequena quantidade absorvida (cerca de 15 por cento), nenhuma é decomposta em energia, portanto, a Sucralose não fornece calorias. Toda a Sucralose absorvida é excretada rapidamente na urina.

Splenda é o adoçante à base de sucralose mais comum no mercado e popular porque não possui o sabor amargo encontrado em muitos outros adoçantes artificiais. Embora a sucralose seja isenta de calorias, o Splenda contém maltodextrina e dextrose, dois carboidratos que fornecem cerca de 3 calorias e 1 grama de carboidratos em cada pacote. Ao contrário de outros tipos de adoçantes, a sucralose não é um substituto adequado para o açúcar em receitas que exigem cozimento. Alguns estudos descobriram que a sucralose pode produzir compostos nocivos quando expostos a altas temperaturas. Em vez disso, use a sucralose para adoçar bebidas ou alimentos como iogurte e aderir a outros adoçantes para alimentos que assem no forno. Splenda pode substituir o açúcar na proporção de 1: 1 para a maioria das receitas. No entanto, a sucralose pura é 600 vezes mais doce que o açúcar comum, portanto, você precisará usar apenas uma pequena quantidade ao invés do açúcar nos seus alimentos favoritos.

A Sucralose foi aprovada para consumo por duas décadas e sua segurança foi reconhecida por muitas agências internacionais de saúde. O impacto da Sucralose e a associação com condições crônicas como obesidade e diabetes foram amplamente estudados. Estudos observacionais ligando adoçantes de baixa caloria ao ganho de peso inerentemente não podem demonstrar uma relação causal, enquanto os ensaios clínicos consistentemente apoiam que adoçantes de baixa caloria como a Sucralose podem ser úteis em estratégias nutricionais para auxiliar nas metas de perda e manutenção de peso. A sucralose não tem impacto sobre os níveis de açúcar no sangue ou insulina em estudos e não tem efeito sobre o apetite.

 

3 – Eritritol

 

O eritritol é um tipo de álcool de açúcar – uma classe de compostos naturais que estimulam os receptores do sabor doce na sua língua e imitam o sabor do açúcar. Possui uma quantidade insignificante de calorias e carboidratos. Não aumenta o açúcar no sangue ou os níveis de insulina. Seu composto ativo passa para a urina sem ser usado pelo corpo. Em sua forma granulada ou em pó é fácil de usar para substituir o verdadeiro açúcar em receitas. Pode prevenir a placa e cáries dentárias em comparação com outros adoçantes.

O eritritol é até 80% tão doce quanto o açúcar comum, mas contém apenas 5% das calorias, com apenas 0,2 calorias por grama. Além disso, embora o eritritol tenha 4 gramas de carboidratos por colher de chá (4 gramas), estudos mostram que ele pode ajudar a diminuir os níveis de açúcar no sangue em seu corpo. Devido ao seu menor peso molecular, normalmente não causa problemas digestivos associados a outros tipos de álcoois de açúcar. O eritritol é usado tanto para assar quanto para cozinhar e pode ser substituído pelo açúcar em uma ampla variedade de receitas. Lembre-se de que ele tende a ter uma sensação refrescante na boca e não se dissolve tão bem quanto o açúcar, o que pode deixar os alimentos com uma textura levemente áspera. Para melhores resultados, troque cerca de 1 1/3 xícara (267 gramas) de eritritol por cada xícara (200 gramas) de açúcar.

O eritritol é encontrado naturalmente em frutas como uvas, pêssegos, peras e melancia. Também é encontrado em cogumelos e alimentos fermentados como cerveja, queijo, saquê, molho de soja e vinho. Além de alimentos integrais, o eritritol é produzido comercialmente para uso em produtos de panificação, bebidas, doces, gomas de mascar, chocolates e pacotes de adoçantes de mesa.

Embora a segurança do eritritol e de outros álcoois de açúcar esteja bem documentada, alguns álcoois de açúcar, quando ingeridos em quantidades excessivas, podem causar desconforto gastrointestinal, incluindo gases, inchaço e diarréia. Como resultado, os alimentos que contêm álcoois de açúcar sorbitol ou manitol devem incluir uma advertência em seus rótulos sobre os potenciais efeitos laxantes. O eritritol é mais bem tolerado do que o sorbitol ou o manitol, portanto os alimentos que contêm eritritol não precisam levar esse rótulo de advertência, mas tenha em mente que quando ingerido em quantidades excessivas, pode causar desconforto gastrointestinal para algumas pessoas.

 

Os melhores e os piores adoçantes low-carb Infográfico

 

Gentilmente cedido pelos nossos amigos Guilherme e Roney – Senhor Tanquinho. Clique aqui para acessar o artigo completo do Senhor Tanquinho.

 

4 – Xilitol

 

Se você masca chicletes sem açúcar, geralmente está mascando xilitol. É o adoçante sem açúcar mais comum em gomas de mascar e enxaguante bucais. O nome xilitol vem da palavra “xilose” ou “açúcar de madeira” porque foi feito primeiro de bétulas. Tem uma sensação refrescante na boca ao ser consumido. Por isso, o xilitol é um ingrediente preferido em gomas de mascar sem açúcar e outros produtos de saúde bucal.

O xilitol é outro tipo de álcool de açúcar. É tão doce quanto o açúcar, mas contém apenas 3 calorias por grama e 4 gramas de carboidratos por colher de chá (4 gramas). No entanto, como outros álcoois de açúcar, os carboidratos do xilitol não contam como carboidratos líquidos, pois não aumentam os níveis de açúcar no sangue ou insulina da mesma forma que o açúcar. O xilitol pode ser facilmente adicionado ao chá, café, shakes ou vitaminas. Também funciona bem em receitas que vão para o forno, mas pode exigir um pouco de líquido extra na receita, pois tende a absorver a umidade e deixar o alimento seco. Como o xilitol é tão doce quanto o açúcar comum, você pode trocá-lo por açúcar na mesma proporção. Observe que o xilitol foi associado a problemas digestivos quando usado em altas doses; portanto, reduza sua ingestão se notar algum efeito adverso.

As bactérias no intestino grosso fermentam qualquer xilitol não absorvido que passa pelo intestino delgado. Por causa disso, o consumo excessivo pode produzir gases e desconforto abdominal. Para aqueles que seguem uma dieta de baixo teor de Oligossacarídeos fermentáveis, dissacarídeos, monossacarídeos e polióis (FODMAP), as fontes alimentares de xilitol devem ser controladas porque o xilitol é um tipo de poliol.

 

5 – Adoçante frutas do monge

 

Como o próprio nome indica, o adoçante de frutas do monge é um adoçante natural extraído da fruta de monge, uma planta nativa do sul da China. Ele não aumenta o açúcar no sangue ou os níveis de insulina e tem um perfil de sabor melhor do que a estévia. Na verdade, é frequentemente misturado com estévia para reduzir o custo e o gosto residual da estévia. Também é misturado com eritritol para reduzir despesas e melhorar o uso na culinária. Não causa problemas digestivos e é muito doce.

Ele contém açúcares e compostos naturais que são chamados de mogrosídeos, antioxidantes que respondem por grande parte da doçura da fruta. Dependendo da concentração de mogrosídeos, o adoçante de frutas do monge pode estar entre 100 e 250 vezes mais doce que o açúcar comum. O extrato de frutas do monge não contém calorias nem carboidratos, sendo uma ótima opção para uma dieta cetogênica. Verifique o rótulo dos ingredientes ao comprar adoçante de fruta de monge, pois o extrato de fruta de monge às vezes é misturado com açúcar, melaço ou outros adoçantes que podem alterar o teor total de calorias e carboidratos. Adoçante de frutas do monge pode ser usado em qualquer receita ou bebida em que você usaria o açúcar comum.

Se você está tentando perder peso ou apenas manter seu peso atual, os adoçantes de frutas de monge são excelentes. É importante lembrar que adoçantes de frutas de monge, assim como outros adoçantes de baixa caloria, não têm poderes mágicos – eles não “causam” perda de peso. Embora seja verdade que adoçantes de baixa caloria podem ajudá-lo a consumir menos calorias, estratégias de perda de peso bem-sucedidas não dependem deles. Uma rotina saudável que inclui uma dieta equilibrada e exercícios físicos, ainda é a melhor estratégia para se perder peso.

Gostou? Compartilhe com seus amigos!

Compartilhar no facebook
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no telegram
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin

Saiba de TUDO o que acontece no mundo Low-Carb

Receba Dicas, Receitas, Novidades e Podcasts no seu e-mail.

0 0 votos
Avaliação do artigo
guest
1 Comentário
Mais velho
O mais novo Mais votado
Feedbacks em linha
Ver todos os comentários
Patrícia
Patrícia
6 Meses atrás

Obrigada pela partilha 💕

1
0
O que você achou? Comenta aqui!x
()
x